Pátio

Rua Sousa Viterbo, 11, Drt, Lisboa, Portugal

Dos anos 30, o Bairro Lopes caracteriza-se por edifícios de 3 ou 4 pisos, com dois apartamentos por piso, escada central, fachadas contínuas e miolos de quadras separados por edifícios. Por sua vez, estes quintais são divididos pelas frações e acessíveis por escadas externas conectadas às varandas. De áreas de cultivo e criação à áreas de depósitos, muitos destes quintais estão hoje subutilizados e abandonados.

Da necessidade de intervir numa destas áreas, surgiu a oportunidade de repensar o seu uso, de modo a fortalecer a vocação coletiva deste espaço, respeitando a solicitação de independência entre as frações. Amarrados por peças inteiras de tijolos comuns de betão, definimos os perímetros das frações e o corredor de acesso e três cotas diferentes de assentamento. Cada núcleo funciona como um ilha cercada por área permeável, de forma a preservar a conexão entre as partes. A autonomia de cada fração é garantida pela liberdade de uso e definição do pavimento interno.

 

Planta

Corte

 

 
 

Ano/Year: 2016_

Em projeto/Ongoing project

Habitação/Housing

Área construída/Built area: 148m2

Cliente/Client: New Living, lda

Arquitetura/Architectura: André Costa, Marina Malagolini